Impressora 3D Stratasys: Materialize suas ideias

A primeira palavra que lemos em uma propaganda de impressão 3D normalmente é “revolução”. E não é a toa. As impressoras 3D realmente surgiram para revolucionar a fabricação de peças nos mais diversos âmbitos da indústria. Mas, apesar do slogan “revolucionário”, a tecnologia 3D não é recente. Na verdade a primeira impressora 3D foi criada em 1984 por Chuck Hull, um americano que utilizou a tecnologia de estereolitografia (SLA). Esta máquina fabricava principalmente partes de plástico de resina, de forma muito mais rápida, visto que o processo tradicional demorava até 8 semanas para produção convencional, além de demandar remanufatura diversas vezes, devido a problemas no processo.

Carl Dekard em 1988 patenteou a tecnologia SLS (Sinterização Seletiva a Laser), que realizava a impressão com um material em pó. No mesmo ano, Scott Crump, cofundador da Stratasys, criou a terceira e hoje a mais importante tecnologia de impressão 3D, a FDM, Fused Deposition Modeling (Modelagem por depósito de material fundido). Desde então as impressoras 3D stratasys vem liderando o mercado de manufatura aditiva.

Tecnologias Stratasys – FDM e Polyjet

A Stratasys é a empresa líder no mercado de impressão 3D, devido às tecnologias patenteadas, FDM e PolyJet. A tecnologia FDM desponta como o principal material de impressão 3D desde 1988, desenvolvendo uma linha de sistemas atraentes para grandes fabricantes, designers, engenheiros, educadores e outros profissionais. As impressoras 3D Stratasys baseadas na tecnologia FDM produzem as peças camada por camada, de baixo para cima, ao aquecer e extrudar um filamento termoplástico. A tecnologia FDM é usada com frequência para construir geometrias complexas e componentes funcionais, incluindo protótipos, peças de produção em baixo volume, acessórios de fabricação e gabaritos, fixações, berços e dispositivos.
A tecnologia PolyJet por sua vez é um processo de impressão 3D que jateia e cura finas camadas de fotopolímero líquido com energia UV, uma opção excelente para criar modelos e protótipos realistas em alta resolução, totalmente coloridos ou transparentes, moldes de injeção para series curtas de produção e matrizes para moldagem de uretano, dentre muitas outras aplicações.

Impressoras 3D Stratasys: FDM e PolyJet – Materialize suas ideias

A tecnologia 3D reduziu drasticamente o tempo de manufatura, de semanas para algumas horas. Os processos de impressão em FDM criam peças em prototipagem rápida, constituídas por plásticos mais resistentes e muito mais baratos que os materiais tradicionais utilizados na indústria de usinagem, por exemplo, substituindo peças metálicas por plásticas na linha de montagem, mantendo a durabilidade e o preço muito menor. A tecnologia Stratasys ainda apresenta um desempenho excepcional em ambientes extremos. Resistindo em ambientes com alta pressão e altas temperaturas, a amplitude térmica pode variar de 200 graus Cº, até -50 Cº, sem sofrer danos ou prejudicar o desempenho dos modelos. As peças criadas com impressoras 3D Stratasys praticamente não requerem serviços de manutenção devido a sua robustez.

A linha de prototipagem rápida Polyjet foi apresentada pela empresa israelense Objet no ano 2000 e desde então tem criado protótipos funcionais para as mais diversas finalidades como medicina, indústria de calçados, odontológico, aeroespacial entre outros. Esta tecnologia hoje compõe o portifólio de produtos Stratasys e é capaz de fornecer resultados com maior riqueza de detalhes e acabamento perfeito, para uso imediato em diversas etapas do desenvolvimento.

A Stratasys 3D printer permitiu às empresas reduções de custos acima de 60%, tornando os processos muito mais dinâmicos. Além disso, a operação dos equipamentos Stratasys é simples. Não é necessário ter experiência prévia e profissionais certificados pelas empresas podem dar orientações básicas para qualquer funcionário operar a impressora minutos depois. Isto por que, para a criação de um protótipo é necessário apenas inserir os dados do design virtual criado por um software de modelagem ou CAD, a impressora 3D Stratasys lê os dados do arquivo e deposita, em processo aditivo, sucessivas camadas de material para criar o modelo físico.

Ou seja, com as impressoras 3D Stratasys não há burocracia. Basta apenas um arquivo virtual com o modelo a ser impresso, para materializar suas ideias em apenas algumas horas.
A Comprint é representante da Stratasys no Brasil desde 2015 e possui modelos para impressão 3D em tecnologia FDM, como a série F123 e Fortus 900MC e tecnologia PolyJet, com modelos como a Desktop 30 Prime e a J750, entre outras.

Postagens Relacionadas